Este é o arquivo da ACP. Aqui você encontrará artigos, publicações e eventos passados.

Fernando Pessoa - Psicanálise e Sublimação


Freud deu uma contribuição enorme à civilização ao descobrir e explicitar o processo de sublimação no encaminhamento da pulsão do ser humano.
Tira à física o conceito: trata-se da mudança de estado de um elemento da natureza, por exemplo, a água passando do estado líquido, ao vapor ou ao sólido (gelo).
A pulsão, é assim que Freud denomina a energia que movimenta o ser humano, pode se transformar de três maneiras para manter e promover a civilização: pela ciência, pela arte e pela religião.
Toda a arte da literatura, poesia ou prosa, consiste na transformação da pulsão na produção de uma obra fundamental para a civilização. Trata-se de um tesouro inestimável: consiste em todas as obras literárias mediante as quais as mais diversas civilizações nos legaram suas mensagens de como viviam, de como concebiam a vida e de como enfrentaram a construção de suas culturas.
Fernando Pessoa, poeta maior da língua portuguesa, nos legou um testemunho inestimável de como viveu uma vida totalmente dedicada ao engrandecimento de Portugal. Sua poesia (e também, prosa!) vasta e profunda consegue descer aos meandros dos sofrimentos anímicos e nos aponta incessantemente ideais de libertação e de grandeza humana.
Consagrou sua vida inteira à glória de Portugal através de uma produção literária excepcional. Soube transformar sua homossexualidade no mais alto grau de sublimação.
Retomamos sua poesia e prosa nos dispondo a escutá-las como escutamos um paciente, e Martin Heidegger será nosso mestre na reflexão sobre suas mensagens.
Este seminário se destina a psicanalistas e a todos, literatos ou não, que amam a obra preciosa de Fernando Pessoa.
Início: 05/08/2005
6as.feiras, das 08h às 10h